ARRÁBIDA

1011121314

 

 

Entre a Serra e o Mar, a Arrábida ergue-se, majestosa, marcando a paisagem e a vivência da região da Península de Setúbal. Mais do que uma “serra” – como, carinhosamente, é conhecida pelas populações locais - a Arrábida é uma extensa cordilheira, que se estende pelos territórios dos municípios de Palmela, Sesimbra e Setúbal, de mãos dadas com o Sado.

Sítio natural de valor excecional e ímpar pela sua beleza mas, também, enquanto importante testemunho de processos geológicos ilustrativos da história da vida na Terra e lugar de uma riqueza florística assinalável e única, a Arrábida apresenta-se como uma paisagem singular, rica em património geológico, ecológico e cultural… uma unidade orgânica, interdependente, em que património natural e cultural, material e imaterial, se encontram indissoluvelmente ligados, uma identidade geográfica única e excecional, que se pretende classificar e reconhecer como Reserva da Biosfera da UNESCO. 

Habitada desde tempos imemoriais, a Arrábida é palco de atividades económicas diversas, sendo as mais características a pesca, a agricultura, a pecuária, a apicultura, a produção de vinho, queijo e outros produtos regionais de qualidade comprovada, sem esquecer o turismo.

 

CANDIDATURA A RESERVA DA BIOSFERA

Consensualizada a necessidade de valorizar, preservar e promover o território da Arrábida, o seu património natural e cultural, e de lhe dar um reconhecimento internacional que permita potenciar aquilo que são as suas caraterísticas, a Associação de Municípios da Região de Setúbal (AMRS), o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e os Municípios de Palmela, Sesimbra e Setúbal unem esforços em torno deste objetivo e em 15 de junho de 2015 decidem apresentar uma candidatura da Arrábida a Reserva da Biosfera, junto da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

O processo de dinamização dos trabalhos com vista à formalização da candidatura têm vindo a ser desenvolvidos desde então, com recurso a uma estrutura composta por:

• Comissão Executiva - órgão de direção política de todo o processo;

• Comissão Técnica - a quem compete recolher e produzir os elementos técnicos necessários à Candidatura.

Futuramente será ainda formalizada a:

• Comissão de Acompanhamento - reúne o conjunto de agentes com intervenção no território;

• Fórum da Arrábida - espaço alargado de reflexão sobre a Arrábida.

A decisão foi formalizada no encontro realizado em Setúbal, em Abril de 2016, numa apresentação pública da candidatura da Arrábida a Reserva da Biosfera, com o objetivo de dar a conhecer à comunidade o trabalho em curso, envolvendo-a no processo de construção desta candidatura. Este momento pretendeu, igualmente, ser um espaço de reflexão, tendo envolvido 105 entidades diversas e personalidades ligadas à região e à Arrábida, permitindo-nos recolher experiências e contributos para o enriquecimento deste processo de candidatura.

 

arrabida 2015

 

15171618